O que é o metaverso, exatamente?

[BPS] O que é metaverso, exatamente_CAPA

Já se passaram quase seis meses desde que o Facebook anunciou estar mudando para Meta e focaria seu futuro no próximo “metaverso”. A Meta está construindo uma plataforma social de realidade virtual 

Durante a leitura deste artigo, você irá entender o que é e os maiores exemplos de metaverso que já existem.

Qual a definição?

Um conceito de espaço virtual 3D online que conecta usuários em todos os aspectos de suas vidas. A ideia é vincular várias plataformas, como ocorre com a Internet, contendo diferentes sites acessíveis através de um único navegador. 

De modo geral, as tecnologias às quais as empresas se referem quando falam sobre “o metaverso” podem incluir realidade virtual — caracterizada por mundos virtuais persistentes que continuam a existir mesmo quando você não está jogando — bem como realidade aumentada que combina aspectos do digital e mundos físicos. Mundos virtuais — como aspectos do Fortnite os quais podem ser acessados por PCs, consoles de jogos e até telefones — começaram a se referir a si mesmos como “o metaverso”.

Gigantes da tecnologia como Microsoft e Meta estão trabalhando na construção de tecnologia relacionada à interação com mundos virtuais, mas não são os únicos. Muitas outras grandes empresas, incluindo Nvidia, Unity, Roblox e até Snap, bem como uma variedade de pequenas empresas e startups, estão construindo a infraestrutura para criar mundos virtuais melhores que imitam mais de perto nossa vida física.

Embora não seja um pré-requisito, as criptomoedas são uma ótima opção para metaversos. Elas permitem a criação de uma economia digital com diferentes categorias de tokens de utilidade (utility tokens) e colecionáveis virtuais (NFTs). O metaverso também se beneficia do uso de carteiras de criptomoedas, como a Trust Wallet e a MetaMask. Além disso, a tecnologia blockchain pode fornecer sistemas de governança transparentes e confiáveis.

Como a criptografia se encaixa no metaverso?

Os jogos fornecem o aspecto 3D do metaverso, mas não cobrem tudo o que é necessário em um mundo virtual que pode abranger todos os aspectos da vida. A criptografia pode oferecer às outras partes essenciais necessárias, como prova digital de propriedade, transferência de valor, governança e acessibilidade. Mas o que isso significa exatamente?

Se, no futuro, formos trabalhar, socializar e até comprar itens virtuais no metaverso, precisaremos de uma maneira segura de mostrar propriedade. Também precisaremos nos sentir seguros para transferir esses itens e dinheiro pelo metaverso. Finalmente, também queremos desempenhar um papel na tomada de decisão que pode ocorrer, se isso se tornar uma parte tão grande de nossas vidas.

Alguns videogames já contêm algumas soluções básicas, mas muitos desenvolvedores usam criptografia e blockchain como uma opção melhor. Blockchain fornece uma maneira descentralizada e transparente de lidar com os tópicos, enquanto o desenvolvimento de videogames é mais centralizado.

Exemplos de metaversos 

Embora ainda não tenhamos um único metaverso vinculado, temos muitas plataformas e projetos semelhantes. Normalmente, eles também incorporam NFTs e outros elementos de blockchain. Vejamos três exemplos:

SecondLive: ‌SecondLive é um ambiente virtual 3D onde os usuários controlam avatares para socialização, aprendizado e negócios. O projeto também possui um mercado NFT para troca de colecionáveis.

Axie Infinity: Jogo que oferece aos jogadores de países em desenvolvimento a oportunidade de ganhar uma renda consistente. Ao comprar ou receber três criaturas conhecidas como Axies, um jogador pode começar a cultivar o token Smooth Love Potion (SLP). Quando vendido no mercado aberto, alguém pode ganhar cerca de US$ 200 a US$ 1.000 (USD), dependendo de quanto joga e do preço de mercado.

Descentraland: Mundo digital online que combina elementos sociais com criptomoedas, NFTs e imóveis virtuais. Além disso, os jogadores também têm um papel ativo na governança da plataforma.

O que podemos esperar do futuro?

Mark Zuckerberg mencionou explicitamente seus planos de usar um projeto metaverso para apoiar o trabalho remoto e melhorar as oportunidades financeiras para pessoas em países em desenvolvimento. A propriedade das mídias sociais, comunicação e plataformas de criptografia do Facebook é um bom começo para combinar todos esses mundos em um só. Outras grandes empresas de tecnologia também estão visando a criação do mesmo, incluindo Microsoft, Apple e Google.

Quando se trata de um metaverso movido a criptografia, uma maior integração entre os mercados NFT e os universos virtuais 3D parece ser o próximo passo.

Protegendo suas carteiras digitais com o LastPass 

A melhor maneira de escapar de golpes de cibercriminosos que estão de olho em sua carteira digital é conhecer algumas práticas de segurança digital. Embora seja verdade que há um risco em transações online, muitos dos mesmos hábitos que o mantém seguro online manterão suas carteiras digitais seguras.

Ao proteger sua carteira, você precisará seguir práticas semelhantes para manter seu banco online seguro.

Saiba mais clicando no link abaixo e faça o download gratuito do nosso ebook gratuito ‘5 conselhos para proteger suas criptomoedas’.

Compartilhe esta publicação

Explore outras publicações

A Loupen utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa política de privacidade.