A Evolução das Vídeo Chamadas: de telefones em 1927 ao GoToMeeting em 2020

Como as vídeo chamadas evoluíram no decorrer das décadas

Até hoje ainda é normal o mundo das vídeo chamadas parecer muito futurista. Afinal de contas, nos anos 1960, era considerado digno de aparecer n’Os Jetsons como tecnologia de 2060.

Mas aqui estamos nós. O ano é 2021 e já vivemos cercados de reuniões online, chamadas no WhatsApp e eventos digitais. E, melhor ainda, nossas telas são bem mais finas que as da família Jetson!

Chegamos ao ponto onde já temos até alguns apps de vídeo chamadas considerados como “coisa do passado” – por exemplo, o Skype. Esta evolução foi tão rápida que é de se perguntar: como chegamos aqui com tanta velocidade?

Bom, para começar: essas chamadas são mais antigas que Os Jetsons.

1927: Começam as Pesquisas Sobre Vídeo Chamadas

Durante o começo do século XX, a empresa de telefonia AT&T ganhou fama pelos seus experimentos em comunicação realizados em conjunto com a Bell Labs – incluindo algumas ideias mirabolantes.

Mas, entre estes experimentos, temos as primeiras ideias de aparelhos para vídeo chamadas – em 1927.

Pois é, a linha do tempo das vídeo chamadas já é quase uma centenária!

E, o mais incrível de tudo: ainda no mesmo ano já ocorreu a primeira chamada. Esta foi apenas uma chamada de testes feita para o governo americano, mostrando os resultados das pesquisas.

A chamada aconteceu entre o presidente da AT&T e o Secretário do Comércio dos Estados Unidos (semelhante ao Ministro da Economia no Brasil) – um em Nova Iorque e o outro em Washington.

Mas, apesar do avanço tecnológico incrível, jornais na época disseram que o aparelho “não tinha uma razão pra existir”.

Primeira demonstração pública de vídeo chamadas
Primeira demonstração pública de vídeo chamadas - Fonte: Acervo Histórico AT&T

1956: O Primeiro Protótipo para Uso Geral

Passados pouco menos de 30 anos, avanços na tecnologia já permitiram a criação de um aparelho de uso geral, pequeno o bastante para instalar em qualquer escritório.

Mais alguns anos e, em 1964, a AT&T lança o primeiro produto comercial. A esperança era de que, 37 anos após o teste inicial, o público aceitaria as vídeo chamadas e adotaria a tecnologia para o trabalho – e, com esta esperança, ela introduziu o Picturephone.

Infelizmente, porém, as coisas não aconteceram como a empresa queria.

Apesar de o público se fascinar pelo produto – e da empresa até construir salas para empresários testarem o aparelho – a adoção ao Picturephone foi baixa. Já em 1973, a empresa cancelou os esforços e parou de vender o seu aparelho.

Um dos problemas era simples: o público não estava confortável com a ideia de aparecer em vídeo toda vez que ligasse para alguém.

1974-2009: Estagnação do Mercado

Apesar de chamar a atenção do público em geral nos anos anteriores, aqui entramos em um período de três décadas sem grande interesse nesta tecnologia – mas, ainda assim, com grandes avanços.

Em 1992, a AT&T tentou mais uma vez, lançando o Videophone 2500, que funcionava com redes telefônicas convencionais e não precisava de instalações complexas. Mas, novamente, não houve interesse do público.

Por outro lado, logo no ano seguinte, em 1993, uma brincadeira na Universidade de Cambridge traz a primeira webcam ao mundo. Enquanto trabalhava para aprimorar a internet, um pesquisador aponta uma câmera para uma cafeteira e divulga as imagens pela rede (criando também os livestreams).

Mas a primeira grande mudança no mercado ainda demoraria mais alguns anos…

2010-Hoje: FaceTime, GoToMeeting e a Popularização das Vídeo Chamadas

Em 2010, Steve Jobs aparece em uma apresentação da Apple anunciando o iPhone 4. Entre as novidades desta versão está o FaceTime.

Com o público interessado e já acostumado a smartphones, o aplicativo da Apple ganha espaço no mercado rapidamente. Em pouco tempo, concorrentes como a Microsoft e Google criam seus próprios apps e o número de opções no mercado só cresce.

Nos anos seguintes, a internet só cresce – e, com ela, também aumenta o número de pessoas em home office. Com isto, surge ainda mais demanda, especialmente por ferramentas seguras.

Com mais demanda, a LogMeIn, que já criou o GoToMeeting em 2004, passa a investir mais em aprimorar as suas funções e a sua segurança.

Como resultado, o GoToMeeting passa a receber prêmios pelas suas funcionalidades, sendo até incluído no “Quadrante Mágico” em Soluções para Reuniões da Gartner.

Com premiações como esta, não há motivos para ficar procurando por opções no mercado. Faça um teste grátis e confira o que o GoToMeeting tem de melhor para aprimorar suas vídeo chamadas!

Compartilhe esta publicação

Share on facebook
Share on linkedin
Share on email

Explore outras publicações

A Loupen utiliza cookies e outras tecnologias para melhorar a sua experiência. Ao continuar navegando, você concorda com a utilização dessas tecnologias, como também, concorda com os termos da nossa política de privacidade.